quarta-feira, 25 de maio de 2011

Em seus lábios





Nos lábios da minha amada
Há sempre o doce mel
Em palavras afáveis
Que fala de um amor plangente
De um sentimento real

Na boca da mulher que amo
Eu encontro a seiva da vida
O balsamo, para as minhas dores...
Para as minhas dilacerações da alma

Em seus lábios,
Eu encontro o doce mel,
Só a mim reservado,
Nos lábios da minha amada


Imagem do Google

Um comentário:

  1. Pois é meu caro, aqui até diabetico pode beber deste mel. abraços

    ResponderExcluir